Páginas

quinta-feira, 5 de junho de 2008

Câmara continua com as 11 cadeiras

A votação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 333 (a que aumenta o número de vereadores) a tempo de entrar em vigor para as eleições de 2008. O presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB/RN) disse hoje que 'ainda não há acordo' entre os líderes para que a proposta siga ao plenário. São necessárias duas votações na Casa revisora para que a idéia vá à promulgação. O principal entrave à votação é que os atuais detentores de Mandato, especialmente os presidentes de Câmaras, estão inconformados com a redução nos repasses às Casas Legislativas. Alguns argumentam que, se aprovado como está, o projeto 'quebraria' centenas de Câmaras. O senador Efraim Moraes (DEM/RN) propôs dividir a PEC em duas, aprovando o aumento de cadeiras sem mexer nos repasses, mas a proposta também não tem chance de prosperar. Se alterada no Senado, a PEC volta à Câmara para mais debates e duas votações. Difícil, portanto, acontecer antes de 30 de junho.

Nenhum comentário: